17 de abril de 2024 12:36

Eleições 2024: Lafaiete inicia o ano com 16 pré-candidaturas ao Executivo

Com eleições previstas para o dia 06/10, o calendário eleitoral traz outras datas importantes como o prazo máximo para mudança de partido e domicílio eleitoral até 06/04, o período de convenções entre 20/07 e 05/08 e o período de campanha entre 15/08 e 05/10.

O ano se inicia com 16 pré candidaturas, com mais de uma dentre de determinado partido, federação ou grupo político. Até o momento se colocam como pré candidatos:

Aloísio Rezende: candidato a Prefeito pelo Patriota em 2020, a Deputado Estadual pelo PP em 2022, passou pelo PL em 2023 e atualmente está filiado ao PSD. Seu nome também é cogitado como companheiro de chapa do também pré candidato Júlio Barros, do Rede.

André Menezes:  Vereador eleito e reeleito com a maior votação entre os eleitos de 2020. Teve seu nome cogitado tanto para concorrer ao Executivo Municipal em 2020, tanto como candidato como companheiro de chapa em 2020. Disputa o PL com o também pré-candidato Marcos de Paula e com o atual Prefeito Mário Marcus, este com vistas para 2026.

Darci Tavares: Vereador por dois mandatos e Presidente da Câmara por quatro mandatos, vice-Prefeito e atual assessor do Governo Mário Marcus, colocou seu nome como pré candidato em 2020, mas acabou apoiando a candidatura de Aloísio Rezende. Agora em 2024, coloca seu nome novamente como pré-candidato ao Executivo Municipal.

Dr. Júlio Barros: candidato do PT à Prefeitura Municipal entre 2000 e 2012, ficou em segundo lugar em todas as eleições que concorreu com exceção de 2004, onde foi eleito Prefeito. Concorreu a Vice-Prefeito em 2016 na chapa de Benito Laporte, ficando em terceiro lugar. Filia-se ao Rede em 2020 e apoia  a candidatura de Cléber da Caixa para Prefeito e concorre a Deputado Federal em 2022. Para 2024, coloca novamente seu nome para o Executivo Municipal, podendo ter como vice o também pré-candidato, Aloísio Rezende.

Dr. Marco Antônio: Vice Prefeito Municipal desde 2017, Vereador por dois mandatos, tendo presidido a Câmara Municipal em 2010, concorreu a Deputado Federal pelo PHS em 2018 e a Deputado Estadual pelo Republicanos em 2022, seu atual partido.

Dylan Franco: irmão do ex Deputado Glycon Franco, seu principal conselheiro político desde sua primeira eleição para Vereador no ano 2000. Agora entende que é sua hora de entrar no cenário político como candidato e para isso conta com o apoio incondicional de seu irmão. Atualmente no Podemos, tende a mudar de partido com vistas para a eleição de outubro. Pode ter como Vice, o ex Vereador Victor Bhering, atualmente no PV e consequente mente na Federação Brasil da Esperança, junto com PT e PC do B.

Elisa Lopes: candidata a Deputada Federal pelo Novo em 2018 e pela Federação PSDB Cidadania em 2022 e a Vice-Prefeita na chapa de Aloísio Rezende em 2020, a atual Secretária de Administração é outro nome cogitado para a sucessão de Mário Marcus.

Giusepe Laporte: eleito para seu primeiro mandato de Vereador em 2020 pelo MDB, partido pelo qual concorreu a Deputado Estadual em 2022, sendo majoritário na cidade e na região. Como seu atual partido tem outro pré-candidato a Prefeito, o mesmo deve migrar para o Podemos, presidido pela Deputada Federal Nely Aquino, o qual se aproximou em 2023.

Leandro Chagas: Empresário e Presidente da ACIAS (Associação Comercial Industrial Agropecuária e Serviços) Conselheiro Lafaiete, vem se destacando como uma jovem liderança empreendedora, o que coloca seu nome entre os possíveis candidatos à sucessão de Mário Marcus.

Marcos de Paula:  empresário, concorreu a Vice-Prefeito na chapa de Divino Pereira em 2020 e a Deputado Estadual em 2022, ambas pelo PSD. Filiou ao PL em 2023, partido pelo qual se colocou como pré-candidato a Prefeito, mas enfrenta concorrência pelo partido do também pré-candidato, Vereador André Menezes e do atual Prefeito Mário, que não pode se reeleger e já vislumbra uma eventual candidatura a Deputado Estadual em 2026.

Neuza Mapa: Candidata a Prefeita de Itaverava em 2016 e a Deputada Estadual em 2018, ambas pelo PT, migrou para o PDT onde concorreu a Prefeita de Conselheiro Lafaiete em 2020 e a Deputada Federal em 2022. Em 2023, se filiou ao PSB partido pelo qual se coloca como pré-candidata ao Executivo Municipal.

Pastor Chrystian: Pastor da Igreja Evangélica Luz e Vida, concorreu a Vereador pelo MDB em 2020 e a Deputado Estadual pelo Avante em 2022, partido pelo qual se coloca como pré-candidato a Prefeito.

Renato Percentual: empresário do ramo da comunicação e logística, com experiências de coordenação em diversas campanhas eleitorais, coloca seu nome como pré-candidato ao Executivo Municipal.

Talysson Zebral: com a experiência de líder estudantil, assessor parlamentar, assessor da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República e empresário, além da militância no PT, coloca seu nome como pré candidato a Prefeito Municipal, cargo que o mesmo concorreu em 2020 pelo PC do B. Como o PT, faz parte da Federação Brasil da Esperança junto com o PV e PC do B, enfrenta a concorrência interna dos ex Vereadores Victor Bhering e Zilda Helena.

Victor Bhering: vereador entre 1997 e 2008, eleito para o primeiro mandato pelo PMDB e os demais pelo PSB, partido pelo qual concorreu a Prefeito no ano de 2008. Filiado ao PV, tem seu nome cogitado para concorrer novamente ao Executivo Municipal. Como enfrenta concorrência interna na Federação Brasil da Esperança, pode concorrer pelo PDT, presidido pelo seu ex assessor jurídico e ex Chefe de Gabinete do ex Deputado Estadual Glycon Franco ou compor uma chapa com Dylan Franco.

 Zilda Helena: Vereadora entre 2001 e 2008, Secretária Municipal de Desenvolvimento Social entre 2013 e 2016, concorreu a Deputada Estadual em 2010 e 2022 e a Vereador em 2020. Paar 2024, coloca seu nome como pré-candidata do partido e da Federação onde encontra concorrência interna do ex Vereador Victor Bhering  (PV) e de Talysson Zebral (PT).

Até o encerramento da janela e prazo de filiações partidária em 06/04, este número de pré-candidatos tende a diminuir pelo fato de haver mais de um pré candidato em um partido, federação ou grupo político, além da formação de novos grupos políticos, composições entre pré candidatos, desistências de candidaturas e até mesmo surgimento de candidaturas que não estão sendo citadas até o período de convenções e registros das candidaturas em agosto.

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade